Exibindo "Discursos"

Discurso no Plenário da Câmara – 20/02/2014

Discurso do Vereador Tio Carlos sobre diversos assuntos, como apresentação do material produzido pela Comissão de Direitos da Criança e do Adolescente, a necessidade de criar condições para que a Suipa continue de portas abertas, a questão dos cavalos de Paquetá e Parati, a melhoria nas condições do transporte público e a atenção às atividades da Câmara.

Discurso na tribuna da Câmara, em 11 de agosto: a importância do quorum nas votações e os serviços públicos em Rio das Pedras

Pessoal,

A tribuna do Plenário da Câmara é um instrumento em favor da população, utilizado por seus representantes, os vereadores eleitos, para manifestar, entre outras coisas, descontentamento e cobrar do Poder Executivo, ou da própria Câmara, correções de rumo e soluções para os problemas.

Falei, ontem, sobre a importância de haver quorum nas votações para que possamos aprovar projetos que são importantes para o desenvolvimento da cidade e para o bem-estar de seus habitantes. Infelizmente, ontem, novamente, após o meu pronunciamento, fomos “brindados” com uma nova falta de quorum, o que impediu o prosseguimento da sessão e, por conseqüência, a votação dos projetos constantes da Ordem do Dia.

Só tenho a lamentar, pois bons projetos, como o que versa sobre a criação de cargos de Professor de Ensino Religioso ou aquele que cria uma área para a construção de habitações populares para os habitantes da Comunidade do Areal, ficarão, mais uma vez, aguardando quorum para que saiam efetivamente do papel e possam beneficiar seus públicos-alvo.

Falei, também, sobre a precariedade da oferta de serviços públicos na região de Rio das Pedras. Já não é a primeira vez que faço uso da tribuna do Plenário para solicitar um olhar mais atento por parte da Prefeitura para um bairro que tem verdadeiras proporções de uma cidade, pois é muito grande e tem milhares de habitantes. Precisamos de um maior empenho em relação à questão da iluminação pública, recolhimento do lixo, desentupimento de galerias pluviais, atendimento médico-hospitalar, creches e escolas e serviços sociais.

Vou insistir junto à Prefeitura quantas vezes forem necessárias até que o bairro tenha o atendimento que merece e que seus habitantes tenham mais qualidade de vida. A oferta de serviços públicos deve ser, sempre, equânime. Todos devem desfrutar dos avanços e das melhorias urbanas, além de educação, saúde, saneamento e tantas outras coisas necessárias ao completo bem-estar.

Fique de olho no atendimento do seu bairro. Caso não esteja a contento, entre em contato conosco pelos telefones 3815-2038 ou 2037 ou mande um e-mail para tiocarlos@tiocarlos.com.br.

Forte abraço,

Vereador Tio Carlos.

Derrubado o veto ao projeto de aviso nos estacionamentos para não esquecer crianças nos veículos

Quero agradecer a todos os companheiros que foram sensíveis e me ajudaram nesse projeto, que dispõe sobre normas preventivas ao abandono involuntário de menores no interior de veículos nos estacionamentos do Município do Rio de Janeiro.

O projeto é muito simples. Nele, ficam obrigados os estacionamentos públicos e privados do Município do Rio de Janeiro, bem como o Rio Rotativo, a fornecer aviso sonoro, no caso de atendimento eletrônico, ou, no caso de atendimento humano, lembrete impresso no ticket, com os seguintes dizeres:

“Aviso a pais e responsáveis: solicitamos aos senhores que atentem para seus filhos ou menores de idade no interior do veículo ao sair do mesmo.”

Na verdade, o que quero é que, na entrada dos estacionamentos, haja um aviso, apenas, pedindo para que o adulto, quer dizer, o pai, o responsável, ou o motorista não deixe as crianças no interior dos veículos. O projeto diz para que tenhamos um alerta, para que o pai, para que o responsável, para que o motorista não deixe jamais uma criança no interior do veículo, para que não ocorra nenhum acidente.

 

Balanço das eleições de conselheiros tutelares

No Grande Expediente desta terça-feira (07/06), o vereador Tio Carlos (DEM) fez menção à votação que ocorreu no último domingo (05/06), quando foram eleitos 50 conselheiros tutelares, sendo cinco representantes para cada unidade.

O vereador aproveitou para falar da importância dos conselhos para o Município e das condições precárias em que eles se encontram.

“O representante que vai lutar pelos direitos das crianças e dos adolescentes, onde tem seus plantões, de praticamente vinte e quatro horas, coitado, ganha mil e trezentos reais! É o salário do Conselheiro Tutelar na nossa cidade! É um dos piores salários do Município do Rio de Janeiro. É um dos piores! Então, eles têm todas as dificuldades”, disse o vereador.

Além disso, o vereador manifestou insatisfação pela pouca divulgação da eleição e pelo pequeno número de eleitores.

“Infelizmente, aqui vai uma crítica à mídia. Vi pouco interesse da mídia em noticiar durante o período eleitoral; foram praticamente sessenta dias de corrida eleitoral, quando os membros estavam se candidatando a Conselheiros Tutelares. Houve pouco apoio, pouca divulgação”, completou o vereador

Melhorias na Cidade de Deus

Caro(a) Amigo(a), esta semana, no Plenário da Câmara, falei sobre a minha preocupação quanto algumas situações constatadas na Cidade de Deus.

Tenho por princípio não apenas criticar, mas elogiar aquilo que está certo, e dentro dessa linha quero parabenizar o Prefeito Eduardo Paes em relação aos feitos no bairro. Exemplo disso é a construção de creches, a implantação da UPA, reforma de praça, nova iluminação, etc.

Sou vereador, e uma das funções confiadas a mim é representar a população, dirigindo ao Executivo suas necessidades e reclamações, e um ponto positivo é que algumas solicitações têm sido atendidas, como a reforma da Praça Daniel, onde além de ofício solicitando o feito, fiz, também, uma emenda ao orçamento solicitando a reforma da mesma.

Embora melhoras sejam vistas, precisamos avançar, pois ainda existe carência em diversas áreas da Cidade de Deus.

Dentre outras solicitações, estou cobrando uma ação efetiva na Vila da Conquista, onde falta iluminação e o esgoto está todo entupido; na Rocinha II, que não possui opção de lazer; na UPA, que necessita urgentemente de médicos pediatras.

Conheço bem a Cidade de Deus e seus problemas, mas o papel da população é fundamental para que haja mudança, sendo assim, meu gabinete está aberto para receber todo o tipo de solicitação, que prontamente levarei a presença do Executivo e cobrarei, informando a você, como faço agora, o resultado dessa cobrança.

Páginas:12»